Ideias na Mesa - Blog


postado por Maína Pereira em Terça-feira, 28 de Junho de 2016

Para você, qual o real conceito do direito humano à alimentação adequada?

Hoje no [Pensando EAN] compartilhamos um vídeo com o Flávio Valente da FIAN* que traz a reflexão sobre o tema.

Para ele, “garantir esse direito significa muito mais do que garantir que a pessoa coma e encha a barriga. O direito à alimentação é muito mais do que isso. Ele inclui a qualidade da alimentação, em ter uma alimentação sem agroquímicos, sem contaminação, variada, colorida e que tenha todos os nutrientes necessários para a saúde e qualidade de vida. ” Além disso, ao se tratar da alimentação na perspectiva de direito, a participação social é essencial na decisão de como devem ser os processos de produção, distribuição e demais etapas do sistema alimentar para a garantia de um acesso universal a alimentos de qualidade e quantidade adequadas.

No vídeo, além de comentar a respeito de mecanismos de exigibilidade do direito à alimentação adequada, Valente destaca três dimensões que são fundamentais na compreensão deste direito: Soberania Alimentar, Gênero e Nutrição.

Assista ao vídeo para saber melhor sobre esses elementos e refletir sobre o conceito e importância do DHAA:

 

* A FIAN Brasil é uma organização nacional, laica e apartidária, que integra a rede da FIAN Internacional, organização de Direitos Humanos que trabalha em nível mundial pela realização do direito humano à alimentação e nutrição adequada com status consultivo elas Nações Unidas. A sigla da FIAN é uma abreviação de “FoodFirst Information & Action Network”, que no Brasil é registrada como Rede de Ação e Informação pelo Direito a se Alimentar.



Observatório Opsan UNB
facebook
twitter
Layout e programação do site Identidade visual
Faça o ligin para continuar!

clique aqui