Alimentação Saudável: fazendo as melhores escolhas em sala de espera com crianças especiais.
Postado 17/07/2017

 
Postado por
Irland Barroncas Gonzaga

Belém - PA
988208100
Organização/Instituição Promotora da Experiência : Universidade Federal do Pará
Área da Experiência: Desenvolvimento/Assistência Social, Educação, Saúde
Niveis Atuacao: Municipal/Local
Setor da Organização/Instituição: Público
Sujeito Idade: De 0 a 10 anos,
Número Aproximado de Participantes da Experiência : 0-50
Sujeito Caracteristica : Outros, Profissionais da saúde, Professores
Tipo Local: Outros
Tipo Experiência: Outros
Temática: Alimentos ultraprocessados / alimentos industrializados, Prevenção/controle de carências nutricionais e desnutrição, Promoção da Alimentação Adequada e Saudável


Sobre A Iniciativa:

O projeto dos alunos de Educação Alimentar e Nutricional, sob orientação da professora, objetivou explicar os princípios da alimentação saudável, incluindo as funções dos alimentos, suas origens e categorias, de acordo com o novo Guia Alimentar para a População Brasileira, 2014.

Entre os objetivos proposto estava o de ampliar os conhecimentos, contribuir para maior autonomia alimentar e influenciar de forma positiva os hábitos e escolhas alimentares dos responsáveis pelas crianças em atendimento neurológico no Hospital Univeritário.



Passo A Passo:

A experiência iniciou com uma breve explicação para os responsáveis e as crianças do projeto caminhar do Hopital Univarsitário Betina Ferro. sobre a classificação dos alimentos de acordo como Guia Alimentar para a população Brasileira, 2014, podendo estes ser in natura, minimamente processados, processados e ultra processados e como melhor escolher os alimentos na hora de montar um prato saudável. Durante a explicação foi feita uma dinâmica com os responsáveis das crianças, onde eles escolhiam as figuras ilustrativas dos alimentos e colavam no mural de cartolina, montando um demonstrativo do que a criança normalmente consumia no almoço, por exemplo, e a partir desse demonstrativo foi orientado se aquelas escolhas eram saudáveis ou não e o porquê. Em seguida foi realizada uma dinâmica com as crianças, de modo que elas demonstrassem o que mais consumiam no café da manhã e no lanche, do mesmo modo foram orientados quanto às suas escolhas e que substitutos poderiam escolher para melhor aproveitar a refeição.

Foram utilizados os seguintes materiais para essa experiência: folders, cartazes coloridos com orientações nutricionais e comportamentais; imagens ilustrativas de alimentos nas seguintes categorias: in natura, processados e ultra processados.



Considerações:

Dado o fato de a experiência ser recente, os resultados ainda não são concretos. No entanto, em um primeiro momento percebeu-se uma boa interação por parte dos usuários responsáveis e também das crianças do projeto caminhar em tratamento nos ambulatórios de Neurogenética, Displasia Esquelética, Doenças Lissossômicas de Depósito/Mucopolissacaridose, Epilepsia,Paralisia Cerebral e outros. De qualquer modo se avaliou que havia bom conhecimento sobre o assunto por parte dos participantes da ação educativa, portanto pressupõe-se que isso facilite o alcance dos objetivos propostos inicialmente.




Custo da Experiência (R$): 44,10

Origem do Recurso/Fonte Financiadora da Experiência: Próprio


Álbum de Fotos da Experiência



* Nenhum arquivo encontrado!


Experiências Relacionadas







Observatório Opsan UNB
facebook
twitter
Layout e programação do site Identidade visual
Faça o ligin para continuar!

clique aqui