Ideias na Mesa - Blog


postado por Rafael Rioja Arantes em Sexta-feira, 11 de Dezembro de 2015

Falar de Educação Alimentar e Nutricional e agroecologia nos dias de hoje ainda causa um pouco de dúvidas apesar de as pessoas estarem cada vez mais interessadas. Imagine então falar destes temas há 10 anos atrás?  

No quadro de hoje disponibilizamos a série temática “Brava Gente Brasileira”, criada em 2004 pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). Brava Gente Brasileira aborda duas iniciativas distintas, mas com o mesmo objetivo: melhorar a qualidade da alimentação local. Em Minas Gerais a experiência da Cozinha Comunitária Sertaneja e em Florianópolis do Instituto Estadual de Educação.

O Cozinha Comunitária Sertaneja se localiza no município de Porteirinha no norte de MG, região onde se passam as histórias de Guimarães Rosa. O objetivo da Cozinha é fornecer uma comida barata e de qualidade através de um restaurante popular que utiliza alimentos agroecológicos. Por meio desta relação toda a comunidade se beneficia, a população tem acesso a alimentos livres de agrotóxicos e transgênicos a um preço justo, o meio ambiente é preservado pelo fortalecimento de produtores orgânicos e os agricultores familiares geram renda por terem um mercado para escoar seus produtos.   

Em Florianópolis – SC, dois Projetos de Lei garantiram uma alimentação mais saudável nas escolas, a lei dos orgânicos, nº 12.282, regula a alimentação nas escolas públicas e a lei nº 12.061 regula as cantinas nas escolas da iniciativa privada. Desta forma, as leis favorecem sistemas alimentares e práticas que aumentem a consciência dos estudantes sobre hábitos alimentares mais saudáveis tanto do ponto de vista nutricional quanto no impacto ambiental.     

Apesar destas experiências datarem de mais de uma década atrás, os temas permanecem extremamente relevantes ao passo que ainda hoje no Brasil existem grupos populacionais que passam fome ou estão em situação de insegurança alimentar e nutricional e antagonicamente sobrepeso e obesidade. Além desta questão, o uso de agrotóxicos e transgênicos para a produção de frutas e hortaliças aumentou vertiginosamente, colocando em risco a saúde da população que consome, dos agricultores que produzem e causando desequilíbrios ambientais.

Para entender um pouco mais sobre como a Educação Alimentar e Nutricional se insere no contexto da Segurança Alimentar e Nutricional e no Direito Humano a Alimentação Adequada confira o artigo publicado na Revista de Psicologia da USP.

Durante o 1º Encontro da Rede Ideias na Mesa a experiência “Cozinha Comunitária Sertaneja” foi exibida e em seguida, um debate com a professora e PHD Denise Oliveira sobre os temas abordados, para assistir basta clicar no link


 

 



Observatório Opsan UNB
facebook
twitter
Layout e programação do site Identidade visual
Faça o ligin para continuar!

clique aqui