Ideias na Mesa - Blog


postado por Nathália Bandeira Vilhalva Gheventer em Quarta-feira, 14 de Outubro de 2015

O [Biblioteca do Ideias] traz hoje um artigo que exprime um dos símbolos mais verdadeiramente brasileiros: a feijoada. Publicação de 2015, o autor expressa em seu trabalho muito mais do que um significado meramente cultural; abarca raízes de cunho político, social e artístico.

No Rio de Janeiro, a relação é ainda mais especial: o prato está presente em diversos points gastronômicos, no almoço de cada dia, nos encontros aos domingos, em eventos carnavalescos e até nas comemorações do Dia da Consciência Negra.

Neste artigo, ilustra-se didaticamente toda a sua trajetória histórica, que sofreu momentos de rejeição e de plena aceitação nacional. Para se ter uma ideia, no Rio de Janeiro, em tempos de controle sanitário por volta de 1850, culpava-se a iguaria pela disseminação da febre amarela além de outras mazelas, discurso propagado pela elite sanitarista. Com o avanço da ciência e movimentação de camadas populares, a feijoada foi ganhando cada vez mais seu espaço, até virar hoje uma verdadeira paixão nacional, um dos mais importantes símbolos de identidade cultural do povo brasileiro, um patrimônio.

 

E você? Que tal cozinhar uma feijoada com a sua família nesse final de semana e partilhar um momento especial à mesa? Lembre-se de comprar os ingredientes na feirinha agroecológica mais perto de você!

Para saber mais da história da feijoada, acesse o artigo na íntegra na nossa biblioteca: http://goo.gl/LNPtUw

Vale a pena a leitura!



Observatório Opsan UNB
facebook
twitter
Layout e programação do site Identidade visual
Faça o ligin para continuar!

clique aqui