Ideias na Mesa - Blog


postado por Ramon da Silva Rodrigues Almeida em Terça-feira, 28 de Julho de 2015

Você sabia que o Ideias na Mesa lançou recentemente a Revista nº 5: Abastecimento – como chegam os alimentos à nossa mesa?

E o [Pensando EAN] de hoje trará alguns trechos da entrevista com Carlos Eduardo Souza Leite, coordenador-geral da Sasop e coordenador da Comissão de Produção, Abastecimento e Alimentação Adequada e Saudável do Consea para a Revista do Ideias na Mesa.

O conselheiro acompanha o tema do abastecimento alimentar desde 2005, quando o Consea apresentou à Presidência da República a proposta de Política Nacional de Abastecimento Alimentar, demonstrando o quanto o abastecimento alimentar está relacionado com a nossa alimentação e integra a agenda de temas fundamentais de garantia da segurança alimentar e nutricional.

“Vivemos em uma so­ciedade capitalista na qual o mercado dita as normas do consumo e às vezes da produção. Por isso, vemos a importância de uma política de abastecimento alimen­tar discutir o papel regulador do estado nessa políti­ca”.

“Porque hoje nós estamos reféns das propagandas, das empresas transnacionais que definem que tipo de produto chega ao supermercado. E se você não tem o Estado como regulador de quem consome e de quem produz, e do que consumir e o que produzir, não va­mos conseguir chegar a uma política de abastecimento justa e que permita à população alimentar-se de forma saudável. ”

Ele pauta o imperialismo das grandes empresas de alimentos e elas nos ditam aquilo que a gente tem que consumir e o Estado deve criar estratégias de abastecimento, colocar em prática com mais eficácia a regulação e fiscalização da propaganda de alimentos.

“O cidadão tem o direito de escolher o que comprar e o que comer”

Ao final da entrevista Carlos Eduardo relaciona o tema abastecimento com o lema da 5ª Conferência Nacional de SAN: “Comida de verda­de no campo e na cidade”:

“O abastecimento é uma das principais “pontes” para o diálogo e a interação entre o campo e a cidade no que diz respeito a ali­mentação saudável. Criar mecanismos de interação entre quem produz e quem consome e descentralizar dos grandes (super)mercados o abastecimento é de­mocratizar o acesso aos alimentos e evitar o crescen­te monopólio dos grandes grupos que concentram o abastecimento nas cidades”.

Você pode ler esta entrevista completa e várias outras coisas sobre abastecimento alimentar em nossa revista, confira em nossa [Biblioteca do Ideias]

 


Observatório Opsan UNB
facebook
twitter
Layout e programação do site Identidade visual
Faça o ligin para continuar!

clique aqui