Ideias na Mesa - Blog


postado por Lucas Ferreira em Quarta-feira, 19 de Novembro de 2014

Muito se discute em relação à suplementação de micronutrientes para grupos de risco na sociedade. Os programas governamentais costumam aliar várias ações para otimizar a inserção direta de nutrientes, desenvolvendo a educação nutricional ao mesmo tempo em que é ampliado o alcance e a eficiência da distribuição dos suplementos para as regiões do país que tem altos índices de deficiência.

Como as medidas de promoção de saúde muitas vezes não envolvem custos altos ou grandes planejamentos, a implantação destas é extremamente benéfica para a melhora das condições da população. Mas para identificar as ações mais eficazes, é necessário analisar e avaliar as políticas já implementadas.

vita A

O artigo "A educação nutricional nos programas oficiais de prevenção da deficiência da vitamina A no Brasil" buscou exatamente isso: identificar a promoção da Educação Alimentar e Nutricional nas campanhas de prevenção de deficiências, como o da Vitamina A. 

Realizada com base nos documentos oficiais e em outras pesquisas de promoção de EAN, a pesquisa de 2010 listou e relacionou a evolução da política com a mudança nas condições de saúde da população. Passando pelas megadoses de Vitamina A, o incentivo ao aleitamento materno e as orientações de alimentação saudável, a linha do tempo das políticas públicas caminha pelo desenvolvimento e estabelecimento da saúde brasileira.

Infelizmente, as políticas públicas não favoreceram a EAN como ação contínua durante a maior parte do período de implementação destas campanhas, o que resultou em práticas não correlacionadas, que seriam mais efetivas se fizessem parte de uma estratégia ampla de intervenção.

amamentcartaz

Quanto maior a importância dada à EAN, mais abrangentes as campanhas se tornam, uma vez que passam a ser universais ao invés de exclusivas à um grupo de risco ou aplicadas em somente uma estratégia para redução das deficiências. Com a aplicação de recomendações e orientações sobre alimentação e aleitamento, as próprias campanhas deixam de ser preventivas de doenças e passam a ser promotoras de saúde!  

Acesse o artigo completo aqui!

E para conhecer mais sobre uma das estratégias governamentais de prevenção de deficiências, você pode acessar na plataforma RedeNutri (Rede de Nutrição do Sistema Único de Saúde) o curso "Estratégias para prevenção de carências de micronutrientes no Brasil: ferro, vitamina A e vitamina B1"

 




Observatório Opsan UNB
facebook
twitter
Layout e programação do site Identidade visual
Faça o ligin para continuar!

clique aqui