Ideias na Mesa - Blog


postado por Ana Maria Thomaz Maya Martins em Sexta-feira, 10 de Outubro de 2014

No início dessa semana, a FAO propôs uma reformulação do sistema de alimentação com o uso de agroecologia e agricultura inteligente. Essa nova abordagem deve promover formas mais saudáveis e sustentáveis e que reconheçam, ao mesmo tempo, que não é possível apoiar-se em um só modelo de agricultura intensiva para aumentar a produção, disse o diretor-geral da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), o brasileiro José Graziano.

FAO

Quem também acredita nisso é o Centro de Estudos e Promoção da Agricultura de Grupo (CEGAPRO) que lançou em julho desse ano  um trabalho que faz um registro histórico das ações do Ponto de Cultura Engenhos de Farinha através de seus protagonistas, metodologias e insidência política. Essa iniciativa faz parte de uma campanha levantada pelo Convívio Engenhos de Farinha/Slow Food e viabilizada pela Ong Cepagro que propõe o registro do modo de fazer a farinha polvilhada  de Santa Catarina como Patrimônio Cultural Imaterial.

agricultores

A força da cultura agroalimentar ligada aos engenhos de farinha de mandioca de Santa Catarina e sua possibilidade de ressignificação através da agroecologia são o mote de onde surgem as diversas ações apresentadas nesta publicação que também retrata a trajetória da Rede Catarina Slow Food e parceria entre os Convívios Engenhos de Farinha e Mata Atlântica. O documentário dá voz à agricultores, profissionais e ativistas envolvidos pelo Ponto de Cultura Engenhos de Farinha para retratar a articulação entre  três inspiradores movimentos sociais da atualidade: o Cultura Viva, a Rede Ecovida de Agroecologia e o Slow Food. A experiência de agricultores familiares da Rede Ecovida no encontro mundial do Slow Food, o Salone del Gusto/Terra Madre 2012 é evidenciada através de memórias, assim como a Bijajica, iguaria recém embarcada na Arca do Gosto. Também são abordadas metodologias em educação do gosto que fazem parte GT Educação do Slow Food Brasil. 

Para assistir ao Documentário, clique na imagem:

engenhos

Além do documentário também foi lançado um livro que se caracteriza como um pequeno registro de metodologias utilizadas, tanto em cursos e oficinas como na construção de formatos de eventos que buscam o diálogo entre comunidades de base, pesquisadores e gestores públicos. Num segundo momento, a criação e consolidação da Rede dos Engenhos Artesanais da Grande Florianópolis é apresentada em seus trânsitos locais e globais, revelando cada um dos engenhos como espaços histórico-culturais e pedagógicos e também de produção agroecológica. Nas seções seguintes, a história das populações tradicionais do litoral catarinense convida a repensar  os papéis destas culturas na atualidade, entre registros, reflexões e receitas culinárias.  

engenhos

O livro está disponível na nossa biblioteca: http://www.ideiasnamesa.unb.br/index.php?r=bibliotecaIdeias/view&id=260



Observatório Opsan UNB
facebook
twitter
Layout e programação do site Identidade visual
Faça o ligin para continuar!

clique aqui