Ideias na Mesa - Blog


Posts Relacionados com a(tag):direito a alimentação

postado por Ramon da Silva Rodrigues Almeida em Sexta-feira, 19 de Fevereiro de 2016

Vamos discutir fome e o direito à alimentação?

Você já parou para pensar que vivemos em um mundo onde a abundância de alimentos nunca foi tão grande, mas ao mesmo tempo várias pessoas ainda passam fome?!

Escolhemos para o [Comida na Tela] dessa sexta-feira, um documentário que aborda exatamente essa temática: "Nós Alimentamos o Mundo". Um filme sobre alimentos, globalização, agricultores, grandes corporações, fluxo de alimentos, e principalmente a escassez em meio a abundância.

O filme foi dirigido pelo cineasta austríaco Erwin Wagenhofer em busca das origens de nossos alimentos em vários países do mundo.

O documentário começa a jornada em busca das origens dos alimentos com a produção e o desperdício de pães na Europa e vem até o Brasil para falar sobre a devastação das matas e mostrar como as plantações de soja e o avanço da fronteira agrícola em alguns estados estão destruindo a floresta amazônica.

Além do problema da fome, o filme mostra a realidade das pessoas no sertão de Pernambuco que vivem sem água potável e que bebem de fontes contaminadas.

Para logo em seguida, em sua entrevista o presidente da Nestlé afirmar que a água deve ser toda privatizada e comercializada de acordo com um preço definido pelo mercado e que quem não tiver condições de pagar pelo produto que viva sem ele.

O grande destaque do documentário são suas imagens inesquecíveis, pois estas nos ajudam a entender como são produzidos os alimentos e explica o que cada um tem a ver com a fome no mundo, para responder à questão: "o que que a fome mundial tem a ver conosco".

Assista o documentário logo abaixo:

<iframe src="https://player.vimeo.com/video/72786003" width="500" height="275" frameborder="0" webkitallowfullscreen mozallowfullscreen allowfullscreen></iframe>

<p><a href="https://vimeo.com/72786003">N&oacute;s Alimentamos o Mundo / We feed the World (2005) LEGENDA PT</a> from <a href="https://vimeo.com/user20317479">Alimentamos Mundo</a> on <a href="https://vimeo.com">Vimeo</a>.</p>



postado por Tulio Cesar de Lima Lins em Terça-feira, 15 de Outubro de 2013

Foi lançado em Roma no ultimo dia 08/10, o relatório anual do Observatório do Direito à Alimentação e Nutrição de 2013.

O relatório identifica as políticas que geram a fome e a desnutrição, em vez de reduzi-las. Afirma, ainda, a necessidade de uma participação inclusiva e significativa de pessoas e comunidades no combate a essas políticas e no desenvolvimento de melhorais que possam impactar em suas vidas.

Também foi enfatizado que avaliar a coerência das ações de direitos humanos é necessária para as iniciativas globais, como a aliança G8 para Segurança Alimentar e Nutricional, a iniciativa Scaling-Up Nutrition (SUN), a Aliança para uma Revolução Verde na África (AGRA) e outras parcerias público-privadas (PPP) na agricultura ou nutrição.

O Observatório apresentou relatórios dos países e analisou pontos que, dentre os quais, se destacam:

  • 1) Políticas que reforçam a violência e discriminação contra as mulheres para o acesso equitativo aos recursos naturais, herança, igualdade de remuneração e de tomada de decisão política. Ambos os elementos limitam a capacidade das mulheres de contribuir plenamente para a segurança alimentar e nutricional, além de gerar claramente as condições que resultam no fato das mulheres e meninas ao redor do mundo serem as mais afetadas com relação a sua saúde, nutrição e dignidade;

  • 2) Políticas que limitam de forma sistemática e excluem grandes grupos, incluindo camponeses, trabalhadores rurais, pescadores, pastores e participação dos povos indígenas nas decisões que afetam as suas vidas;

  • 3) Políticas globais que facilitam a grilagem de terras, a concentração da propriedade dos recursos naturais e da mercantilização dos bens públicos, privando os produtores de energia e produtores de pequena escala e outros.

A edição de 2013 do Observatório trata de "Alternativas e resistência à políticas que geram fome" e detalha como as iniciativas da sociedade civil, com base no respeito pelos direitos humanos, fornecem soluções coerentes com a sustentabilidade, a igualdade, a justiça, bem como conceitos sobre soberania alimentar, agroecologia e sementes tradicionais.

O relatório está disponível em inglês, francês e espanhol e pode ser acessado no link: http://www.rtfn-watch.org



Observatório Opsan UNB
facebook
twitter
Layout e programação do site Identidade visual
Faça o ligin para continuar!

clique aqui