Ideias na Mesa - Blog


postado por Ana Maria Thomaz Maya Martins em Segunda-feira, 09 de Janeiro de 2017

A experiência do [Você no Ideias] de hoje surgiu em 2013, mediante a preocupação das nutricionistas e profissionais da educação que notavam pouco ou nenhum interesse dos estudantes pelo consumo das saladas durante o almoço na escola. 

O nome do projeto desenvolvido é "Saladômetro" para dar a ideia de "medir o consumo de saladas", de forma que os participantes refletissem sobre o quanto de salada estão comendo e descobrissem o quanto seria ideal.

Dentre os objetivos do projeto, destacam-se:

- Incentivar o consumo de alimentos vegetais favorecendo as escolhas saudáveis durante as refeições;

- Demonstrar a importância do consumo de saladas e frutas, especialmente na hora do almoço;

- Possibilitar o contato com diferentes preparações à base de vegetais, mostrando que o sabor e aparência das saladas e frutas podem variar e ampliar suas possibilidades de consumo/aceitação;

- Conscientizar os estudantes a respeito dos cuidados com o refeitório/espaço destinado à alimentação, boas maneiras à mesa e higiene pré e pós refeições;

- Reduzir o desperdício de saladas, frutas e guarnições a base de vegetais durante o almoço nas escolas integrais.

A base do projeto é a formação continuada das professoras, articuladoras e demais profissionais das escolas que ofertam educação em tempo integral, no sentido de sensibiliza-las como multiplicadoras de informações sobre o consumo alimentar saudável e sustentável entre os estudantes da unidade educativa em que atuam.

As formações são baseadas em dinâmicas de trabalho em Alimentação Saudável realizadas com equipe multidisciplinar (professoras, nutricionistas, bióloga, entre outros) e têm como principais pontos de abordagem:

  • Elaboração de planos de ação para EAN ao longo do ano letivo
  • Visita monitorada dos estudantes ao Circuito da Alimentação Saudável no Mercado Municipal de Curitiba e Atividade de EAN na escola realizada pela Unidade Móvel de Segurança Alimentar (parcerias com Secretaria Municipal do Abastecimento)
  • Propostas de revitalização/Boas maneiras no refeitório/Autonomia no servimento dos estudantes
  • Inserção de conceitos da Educação Ambiental/Horta

A princípio, cada multiplicadora recebia também um gráfico para cada turma de sua escola, no qual as crianças colavam uma figura, sobre seu nome, sempre que consumissem todos os itens do almoço. Com o passar do tempo, notou-se que a ferramenta mais eficaz para estimular o consumo de saladas foi  fazer com que cada estudante percebesse o quanto consumia antes e o quanto passou a consumir depois de experimentar mais, produzir seu próprio alimento e receber orientações sobre alimentação saudável. A partir daí, surgiram muitas formas de “medir o consumo de salada”, como os registros fotográficos anteriores e posteriores às abordagens, murais e até mesmo o “Desperdiçômetro”, instrumento utilizado para medir a quantidade de alimentos que os estudantes descartavam e gerar reflexão.

Desde então, anualmente o projeto vêm sendo ampliado e realizado nas unidades educativas de Curitiba.

Para saber mais sobre essa experiência acesse aqui.


Em 2017 vamos continuar valorizando as experiências de Educação Alimentar e Nutricional cadastradas na rede. Assim como a Liziane Mery Laufer Rodrigues, você pode ter a oportunidade de ter sua experiência divulgada aqui no Blog. Cadastre suas experiências de EAN e compartilhe com outros usuários suas vivências, ideias e desafios. Vamos fortalecer e qualificar nossas ações pelo Brasil!




Observatório Opsan UNB
facebook
twitter
Layout e programação do site Identidade visual
Faça o ligin para continuar!

clique aqui