Ideias na Mesa - Blog


postado por Maína Pereira em Quinta-feira, 09 de Abril de 2015

guia

A partir do texto “Novo guia alimentar para a população brasileira e as repercussões na Formação do Nutricionista em Educar”, postado dia 18.03.15, pensamos em sugerir atividades que nossos alunos possam construir abordando cada um dos tópicos destacados. Como sugestão de atividade de EAN que pode ser desenvolvida a partir do primeiro tópico do texto (A escolha alimentar deve ser pelos alimentos locais e culturais, tendo como base práticas promotoras da saúde para o completo bem-estar físico, social e mental), tem-se:

- Em coletividades: Realização de uma roda de diálogo sobre cultura alimentar tentando resgatar com os participantes quais alimentos os remetem à identidade alimentar e quais os alimentos locais mais apreciados pelo grupo.

  • Para garantir um bem estar físico: Estimular a busca por informações sobre a sazonalidade de cada alimento e a construção de um mural/panfleto para orientar a escolha de compra e colheita de alimentos no período mais apropriado. Estimular o consumo de alimentos orgânicos e a construção de uma horta comunitária. Na impossibilidade de adoção destas medidas, explicar que o consumo de alimentos “de época” provavelmente trará menos agrotóxicos para o corpo. Propor um “passeio à feira” para orientar o grupo a selecionar os alimentos e debater sobre a cadeia produtiva dos mesmos. Ao retornar, criar uma oficina de higienização e acondicionamento de alimentos;
  • Para garantir um bem estar social e mental: propor a realização de concursos de receitas que utilizem alimentos locais e culturalmente aceitos pela comunidade, ou que resgatem a cultura alimentar, e se possível, realizar oficinas culinárias para o aprimoramento destas receitas, tentando torna-las ainda mais nutritivas adicionando ingredientes naturais comprados nas feiras ou reduzindo alguns ingredientes processados/ultraprocessados.

- Em ambulatório:

  • Para garantir um bem estar físico: Estimular os pacientes a descobrirem os determinantes atuais de suas escolhas alimentares e auxilia-los no entendimento que muitas vezes a pressão social e econômica influencia na perda gradativa da identidade cultural da alimentação. Estimular o resgate desta cultura alimentar e a busca pela aquisição de alimentos em feiras, preferencialmente feiras orgânicas, valorizando a produção local de alimentos e um consumo ambientalmente sustentável.
  • Para garantir um bem estar social e mental: Estimular a elaboração conjunta de refeições tradicionais de família, em família ou com amigos, mobilizando o envolvimento de todos, como uma opção de lazer alternativa ao famoso “sair para comer fora”. Propor que se faça um rodízio deste evento na casa de todos os participantes.
refeicao companhia
Imagens retiradas do Guia Alimentar para a População Brasileira (2014)



Texto elaborado pela Equipe Ideias na Mesa


Observatório Opsan UNB
facebook
twitter
Layout e programação do site Identidade visual
Faça o ligin para continuar!

clique aqui