Ideias na Mesa - Blog


Posts Relacionados com a(tag):Receitas

postado por Isadora Dias Nunes de Sena em Segunda-feira, 28 de Novembro de 2016

O Brasil é um dos países que mais desperdiçam alimentos no mundo. Grande parte dos alimentos que vai para o lixo poderia ser aproveitada como: talos, folhas, entrecascas e cascas de vegetais. Em certos casos, as partes não comumente utilizadas possuem mais nutrientes do que a própria polpa! A experiência que o [Você no Ideias] traz hoje teve como base essa problemática.

O Aproveitamento Integral dos alimentos proporciona a redução de lixo orgânico: quando os vegetais se decompõem, forma-se um líquido escuro chamado “chorume” que é altamente poluente para os rios. Além disso, enquanto se deterioram, os vegetais produzem gases que aumentam o efeito estufa.

Esta ação, que visou conscientizar e ensinar alternativas, foi promovida pelo Nasf (Núcleo de Apoio ao Programa Saúde da Família) de Cornélio Procópio, em conjunto com o Departamento de Vigilância Sanitária do Município, e com o apoio de um estudante de Gastronomia. Elaborou-se um cardápio com a Nutricionista do Nasf, e as receitas foram passadas para cidadãos dos Grupos de Atividade física do Nasf e a comunidade em geral.

Os participantes se envolveram em todas as etapas de preparo das receitas que estavam em uma apostila entregue a eles, e, ao final, houve degustação de todos os pratos. A maioria dos participantes aprovou as preparações, foram elas:

-Hambúrguer de casca de banana

-Cupcakes com talos de hortaliças

-Pizza integral com vegetais  variados

-Pizza integral de frutas com mel e canela

-Suco verde de couve, hortelã e limão

Você já parou para pensar para onde vai o seu lixo? E o quanto do que você descarta pode ser aproveitado de formas muito saborosas?

Para saber mais sobre a experiência e seus resultados, clique aqui!


 

Em 2016 queremos valorizar ainda mais as experiências de Educação Alimentar e Nutricional cadastradas na rede. Assim como a Miriam Yoshida Nishitsuji, você pode ter a oportunidade de ter sua experiência divulgada aqui no Blog. Cadastre suas experiências de EAN e compartilhe com outros usuários suas vivências, ideias e desafios. Vamos fortalecer e qualificar nossas ações pelo Brasil!



postado por Marina Morais Santos em Terça-feira, 22 de Novembro de 2016

O "Mais que Receitas: Comida de Verdade", não é um livro de receitas comum: além de estar organizado para ajudar o leitor a compreender e exercitar diferentes aspectos e etapas do sistema alimentar, a obra foi construída de forma colaborativa. Ela foi escrita por mais de 60 pessoas espalhados por 13 estados do Brasil, que dividiram suas receitas e relatos para fazer dessa obra um livro de receitas delicioso e único! Para espalharmos ainda mais as incríveis receitas deste livro, lançamos o desafio do "Receita Secreta" para os nossos colaboradores!

O "Receita Secreta" é um amigo secreto virtual em que, ao invés de trocarem presentes, os participantes trocaram receitas! Funcionou da seguinte maneira: os participantes do livro tiveram seus nomes sorteados e receberam o nome de outro participante (que foi seu "amigo secreto") e a receita que esse participante criou para o livro. A partir daí, coube aos participantes reproduzirem as receitas que tiraram no sorteio e postarem fotos delas nas redes sociais com a #receitasecreta, marcando também o seu "amigo secreto" e deixando um recadinho sobre a experiência.

O resultado foram dezenas de fotos de pratos lindos nas redes sociais, que você pode encontrar procurando as hashtags #maisquereceitas e #receitasecreta! Você também pode conferir todas as fotos na galeria de fotos aqui no site!


A Priscila Farage e a Luana Rincon, do Na Cozinha, receberam a receita de Bolo de Iogurte (p.69) enviada pela Laura Cury como desafio! Elas fizeram e adoraram! 

O Fulvio Iermano fez esse Baião de Dois incrível no #receitasecreta! E ele contou como foi a experiência: "É com muito orgulho que compartilho com vocês as fotos desta manhã maravilhosa, na qual pude preparar com todo carinho, amor e cuidado, o nosso almoço, a receita da minha amiga secreta, a própria super incansável, cheia de energia positiva, a coordenadora Elisabetta Recine! Fiz algumas adaptações locais, tipo no feijão jalo e queijo da Serra da Canastra (patrimônio imaterial IPHAN). Consegui a maioria dos alimentos in natura da Cesta Agroflorestal que compro semanalmente dos assentados do MST Mario Lago em Ribeirão Preto/SP."

A Marta Mesquita tirou a Stella Herrmann no #receitasecreta e logo preparou a receita sorteada esse filé de peixe delicioso (p.59). A Marta adorou o resultado: " Ficou m a r a v i l h o s o.... receita aprovadíssima." 

 

"Mais que Receitas: Comida de Verdade", que é uma iniciativa da Coordenação Geral de Educação Alimentar e Nutricional do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (CGEAN/MDSA) e do Observatório de Políticas de Segurança Alimentar e Nutrição – Universidade de Brasília (OPSAN/UnB), é gratuito e pode ser lido e compartilhado na biblioteca de publicações do Ideias.


 



postado por Equipe Ideias na Mesa em Sexta-feira, 18 de Novembro de 2016

Fotos: Marta Borges 

O mais novo livro de receitas da Rede Ideias na Mesa foi oficialmente lançado em Brasília. 

Depois de ter sido muito bem recebido e procurado durante o pré-lançamento feito no Congresso Brasileiro de Nutrição (CONBRAN) em outubro de 2016, Porto Alegre, o Mais que Receitas teve sua noite de lançamento na Capital Federal. Como não poderia ser diferente, o evento aconteceu regado a boas conversas e quitutes.

Na ocasião, estavam presentes além da equipe do Ideias na Mesa que idealizou e concebeu este projeto, 16 colaboradores de Brasília que enviaram receitas. Ao todo, o livro reuniu 96 preparações e contou com a participação de mais de 60 colaboradores e colaboradoras de todas as partes do Brasil. Um deles inclusive cedeu o espaço do Monardo café onde foi realizado o lançamento em Brasília deixando o clima ainda mais intimista. O público interagiu por cerca de 3 horas entre autógrafos, fotos e refeições.  

'Mais que Receitas - Comida de Verdade' leva esse nome não por acaso. Diferentemente dos livros de receitas tradicionais, ele está organizado em cinco capítulos nos quais as receitas reúnem características que ajudam a compreender e exercitar diferentes aspectos e etapas do sistema alimentar. Dessa forma, o ato de cozinhar se torna uma ferramenta para consumir e praticar a comida de verdade em seu sentido mais amplo. 

Iniciativa da Coordenação Geral de Educação Alimentar e Nutricional do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (CGEAN/MDSA) e do Observatório de Políticas de Segurança Alimentar e Nutrição – Universidade de Brasília (OPSAN/UnB), a obra é gratuita e pode ser lida e compartilhada na biblioteca de publicações do Ideias. Além de receitas e belas ilustrações, o leitor encontrará dicas práticas sobre alimentos agroecológicos e informações sobre como tornar o cozinhar mais divertido e prático, e até entender como a alimentação influencia na biodiversidade e interfere nas mudanças climáticas.

Na mídia

A equipe do Ideias foi procurada para participar de uma matéria exibida no Bom dia DF na quinta feira (17/11) para apresentar o livro. No bate papo, alguns aspectos que diferenciam o 'Mais que Receitas' foram conversados, contando também com a presença da Eliane Regis, uma das colaboradoras de Brasília que levou uma de suas receitas e também preparou o bolo de hortelã e castanha do Pará enviado pela Fernanda Trigo, colaboradora de São Paulo. Assista a matéria.

A repórter Bárbara Lins ganhou um exemplar do livro e com ele um desafio, preparar uma das receitas. Ela fez bonito e no mesmo dia preparou uma receita da sessão de Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC's), o "Bolo de Jatofubá" feito com farinha de jatobá. Confira o vídeo. E você, já preparou a sua receita? Não perca tempo, tem para todos os gostos e não esqueça de usar as #maisquereceitas #ideiasnamesa.

Para conferir as fotos do lançamento acesse o álbum.      




postado por Marina Morais Santos em Sexta-feira, 04 de Novembro de 2016

Cozinhar é mais do que transformar alimentos em refeições para atender nossas necessidades nutricionais e fisiológicas; é uma manifestação de tradições, afeto e valores. Através do cozinhar, ganhamos autonomia sobre nossa própria alimentação e por isso a cozinha é lugar de todos! Para tornar essa prática possível, é preciso criar estratégias que permitam a participação de todos, considerando a diferença de cada um e criando, portanto, uma cozinha verdadeiramente inclusiva.

É nessa perspectiva que o casal Débora e Felipe Dable criaram o canal Chef Cenoura no Youtube! Lá, os dois ensinam receitas do tipo "comfort food" em duas línguas: a portuguesa e a LIBRAS (língua brasiliera de sinais). Assim, a dupla torna suas receitas acessíveis para o público surdo e para o público ouvinte, criando uma verdadeira Cozinha Inclusiva! No vídeo abaixo, a equipe do canal, que inclui o casal e também o videomaker Lucas Costa, conta a história da criação do "Chef Cenoura":

 

O canal inclui receitas deliciosas de massas, bruschettas, hambúrgueres vegetarianos, sobremesas e molhos e conta com um site, onde você encontra as receitas escritas também! Nas palavras de seus criadores "Este é um canal que vai ensinar receitas pensadas e feitas com muito amor. Aqui, todos são bem-vindos. Nossa proposta é uma cozinha inclusiva, descomplicada e que proporcione momentos de felicidade. Se você quer cozinhar e dar amor, aqui é seu lugar.". Abaixo, veja o casal preparando um delicioso Dahl de Lentilha: 




postado por Equipe Ideias na Mesa em Quinta-feira, 27 de Outubro de 2016

 

No mês do aniversário da Rede, o Ideias na Mesa presenteia o seu público com um novo livro colaborativo da série Mais que Receita. Essa nova edição traz um tema caro aos profissionais e pessoas que desejam mudar hábitos e levar comida saudável para a mesa do brasileiro. A publicação é composta por receitas enviadas por mais de 60 colaboradores da Rede em todo o Brasil. Reunidas em um hotsite criado especialmente para o projeto, elas foram selecionadas com base no conceito de Comida de Verdade, ou seja, são receitas saborosas realizadas a partir de escolhas sustentáveis e que envolvem práticas alimentares saudáveis.

A ideia é incentivar a utilização de ingredientes in natura, plantados no quintal de casa ou comprados em canais agroecológicos/orgânicos para a elaboração de receitas práticas, rápidas e fáceis. Entre as receitas selecionadas, o leitor encontrará entre outras delícias: Peixe na Folha de Bananeira, Tortilha de talos e folhas, Muffins de Tomate, Hambúrguer de batata doce e Rostie de Mandioca.

O livro está organizado em cinco capítulos nos quais as receitas reúnem características que ajudam a compreender e exercitar diferentes aspectos e etapas do sistema alimentar. Além de receitas e belas ilustrações, o leitor encontrará dicas práticas sobre alimentos agroecológicos e informações sobre como tornar o cozinhar mais divertido, e até entender como a alimentação influencia a biodiversidade e as afeta as mudanças climáticas.

A concepção e a organização do livro são de responsabilidade de Marina Morais e Rafael Rioja com coordenação da professora ElisabettaRecine:"O processo de concepção deste livro foi criativo como o próprio o próprio processo de semear, colher e preparar o alimento. Com ele esperamos contribuir com a consciência e a prática de que a nossa comida é a pressão do mundo e um modo de viver que acreditamos", afirma a professora que é coordenadora do Opsan e da Rede Virtual Ideias na Mesa.

 

O Mais que Receitas é uma publicação da Rede Virtual Ideias na Mesa e uma iniciativa do Observatório de Política de Segurança Alimentar e Nutrição do Departamento de Nutrição da Universidade de Brasília (OPSAN/UnB), em parceria com a Coordenação-Geral de Educação Alimentar e Nutricional do Ministério do Desenvolvimento Agráfio (CGEAN/SESAN/MDAS).

Para acessar o Livro no formato on-line clique aqui. Para o formato em .pdf clique aqui e vá para a nossa Biblioteca.

 

 

Publicação: Mais que Receitas - Comida de verdade

Número de páginas: 144 

Edição: Rede Ideias na Mesa

Disponível no site Ideias na Mesa (link



postado por Ana Maria Thomaz Maya Martins em Quinta-feira, 20 de Outubro de 2016

É um pensamento que normalmente temos tarde demais: "Lembra como os biscoitos da vovó eram maravilhosos? É uma pena nunca termos aprendido a receita”. E se a sua avó era como a minha, nem mesmo a receita seria suficiente para encontrar a fórmula perfeita, porque ela até seguia a lista de ingredientes, mas também adicionava alguns outros e tinha um modo intuitivo de preparo.

Mas uma família conseguiu gravar as receitas da matriarca - continue a ler para descobrir como essa família capturou técnicas de fabricação de pão de sua mãe e algumas dicas sobre a preservação habilidades culinárias!

O segredo? Um video!

A mãe de minha madrasta era famosa por seus caseiros e pãezinhos de canela - ela fez pão quase todos os dias e sempre tinha um pão para compartilhar com amigos e familiares. Ela era conhecida por fazer as coisas à sua maneira, por isso a família sabia que simplesmente copiar as receitas não seria suficiente para replicar as deliciosas preparações - eles não seriam capazes de dizer exatamente o jeito que ela amassava a massa ou enchia os rolos doces de canela.

Por isso, eles decidiram que seria melhor filmá-la!

Para o Natal daquele ano, a família editou a filmagem e distribuiu cópias em VDs para todos.

Isso não é uma grande ideia? Se você também gostaria de preservar as receitas de um membro da família, aqui estão algumas dicas.

Dicas para gravar receitas!

Gravar receitas pode ser um desafio, especialmente se o cozinheiro se baseia na memória para fazer o prato. Por isso, faça todas as perguntas que vierem à mente e, se você tiver tempo, teste a receita em casa, uma ou duas vezes, e volte para outra rodada de perguntas, antes de finalizar a receita. Cozinheiros que têm o hábito de cozinhar um prato específico por anos e anos tendem a esquecer de passos-chave e como dizer, por exemplo, quando a massa de pão subiu o suficiente, pois para eles existe a o sentimento de que "simplesmente parece certo."

Uma opção ainda melhor é fazer o prato e leva-lo para que o seu ente querido prove e dê um feedback.  “A crosta estava crocante o suficiente ou muito crocante?” “Você esqueceu-se de servi-lo da maneira tradicional?”

E enquanto você está anotando a receita, faça perguntas para fornecer o contexto para o prato - quando e onde ele foi preparado pela primeira vez? Quais são as memórias associadas ao prato?

Ferramentas para gravar as receitas

Com os iPhones de hoje e as tecnologia de smartphones, filmar uma receita e editar as filmagens é mais fácil do que nunca. Você mesmo pode fazer tudo no dispositivo através de alguns aplicativos de edição de vídeo, como os seguintes:

iMovie (grátis, iTunes) - versão App do built-in Mac programa de edição permite que vídeos simples e reboques.

Video Maker Pro (grátis, GooglePlay) - edição básica de vídeo para o Android com corte simples e montagem de vídeo.

Transforme receitas, em livros de receitas de família!

Se você está reunindo várias receitas, por que não incluí-los em seu próprio livro de receitas especial da família? Muitos sites de fotos permitem que você adicione o texto para páginas e também  existem alguns sites de livros de receitas personalizados lá fora, oferecendo o  trabalho de formatação para você:

Heritage Cookbook (HeritageCookbook.com) - Este site oferece seu próprio software com modelos de receita e a capacidade de importar muitas receitas. O pedido mínimo é de 4 livros de receitas, por isso é uma ótima opção para presentear férias e famílias grandes.

Blurb (Blurb.com/Cookbooks) - Este lado específico do livro de receitas do site do livro de auto-publicação da Blurb oferece software livre para importar e formatar receitas, juntamente com layouts e cores personalizadas. A vantagem com Blurb é permitir que amigos e familiares comprem cópias. A Blurb funciona com a Amazon para que possa distribuir um link e até mesmo vender os livros para qualquer pessoa com interesse.

Shutterfly (Shutterfly.com) - Criar livros de receita com modelos neste site popular - uma ótima opção para incluir várias fotos a cores.

Como você grava e preserva receitas para as gerações futuras?

 

Tradução de matéria do site thekitchn.com, por Ana Maria Maya.



postado por Equipe Ideias na Mesa em Terça-feira, 26 de Julho de 2016

O Ideias está lançando oficialmente o processo de seleção de receitas para o nosso segundo livro colaborativo e você pode fazer parte dele!

Estaremos recebendo receitas até o dia 08 de agosto, as selecionadas farão parte do nosso livro online e os colaboradores serão citados nos créditos finais. Para isso, criamos um hotsite específico para o envio de receitas, informações sobre regulamento, instruções de como participar e os materiais que referenciam a seleção (www.ideiasnamesa.unb.br/maisquereceitas).     

Nossa primeira edição do Mais que Receitas (relembre aqui) explorou a memória e o afeto através de receitas familiares. Para o segundo livro, estamos em busca de receitas saborosas com preparações centradas no conceito da Comida de Verdade que passa por escolhas sustentáveis e práticas alimentares saudáveis. Para isso, queremos incentivar a utilização de ingredientes in natura, plantados no quintal de casa ou comprados em canais agroecológicos/orgânicos para elaboração de receitas práticas, rápidas e fáceis. Valorizamos também preparações regionais, artesanais ou que levam o tempo que a comida merece para proporcionar o convívio e a partilha de sabores em companhia, e inclusive preparados com crianças.       

Tem receitas deliciosas e com conteúdo? Manda pra gente! Vai ser um prazer compartilhá-las em nossa publicação. Qualquer dúvida entrar em contato através do e-mail maisquereceitas@gmail.com.   


 

 



postado por Ana Maria Thomaz Maya Martins em Segunda-feira, 18 de Julho de 2016

"A alimentação envolve diferentes apectos que manifestam valores culturais, sociais e afetivos. Assim, as pessoas, diferentemente dos demais seres vivos, não se alimentam de nutrientes, mas de alimentos e preparações escolhidas e combinadas de uma maneira particular, com cheiro, cor, temperatura, textura e sabor, se alimentam também de seus significados e aspectos simbólicos." 

Esse é um conceito preconizado no Marco de Referência de EAN, que valoriza a culinária enquanto prática emancipatória e é nesse sentido que hoje o [Você no Ideias] compartilha a experiência com agricultores familiares de Itanhaém, São Paulo.

Após a implantação do projeto "Feiras Populares" na cidade, se observou que os consumidores da feira adquiriam não apenas os alimentos in natura, mas também alguns outros produtos como bolos, biscoitos e saladas, que acabaram caindo no gosto dos frequentadores. 

Com isso, surgiu a ideia de criar um livro coletivo com as receitas dos produtores, que pudesse dar maior visibilidade a esta iniciativa criativa da comercialização rural direta, que valorizasse a cultura alimentar local, que aumentasse o volume de venda da Feira e que servisse como iniciativa exitosa para ações de divulgação de uma alimentação adequada e saudável.

Para conhecer o livro e saber mais sobre essa experiência, clique aqui.


Você no Ideias na Mesa!     

Em 2016 queremos valorizar ainda mais as experiências de Educação Alimentar e Nutricional cadastradas na rede. Assim como a Luciana de Melo Costa, de Itanhaém, SP, você pode ter a oportunidade de divulgar sua experiência aqui no Blog. Cadastre suas experiências de EAN e compartilhe com outros usuários suas vivências, ideias e desafios. Vamos fortalecer e qualificar nossas ações pelo Brasil.



postado por Isadora Dias Nunes de Sena em Segunda-feira, 23 de Maio de 2016

Um dos princípios de EAN é a valorização da cultura alimentar local e a sustentabilidade social, ambiental e econômica. Pensando nisso o [Você no Ideias] de hoje traz a experiência que produziu o Livro de Receitas dos Agricultores de Itanhaém: "Feiras Gourmet".

Em 2011 foi implementado o Projeto Feiras Populares em Itanhaém, que é gestado com a participação de em média 30 agricultores familiares e que teve como objetivo geral a implantação de mais um Equipamento Público de Abastecimento local, buscando a geração de renda no campo, a diversificação da produção agrícola, a comercialização direta dos produtos da agricultura familiar, resgate da cultura-culinária caiçara e o estímulo à prática de agricultura natural e orgânica.

Então observou-se dois fenômenos que ocorreram simultaneamente: A percepção por parte dos agricultores da importância da diversificação da produção (antes baseada na monocultura de banana) para a sustentabilidade da Feira e a partir daí a possibilidade de revitalização de antigos hábitos alimentares locais por meio de preparações de pratos com variedade de produtos que começaram a cair no gosto dos frequentadores.

Diante disso, concebeu-se a ideia de produzir um Livro de Receitas, que pudesse traduzir toda esta transformação, e que principalmente pudesse dar maior visibilidade a esta retomada criativa da comercialização rural direta, que valorizasse a cultura gastronômica local, aumentasse significativamente o volume de venda da Feira, e que servisse de mais uma iniciativa exitosa para ações de divulgação de SAN.

O livro pode ser baixado online, e você pode acompanhar noticias da feira agrícola de Itanhaém a partir do blog.

Veja a experiência completa aqui!


Você no Ideias na Mesa!     

Em 2016 queremos valorizar ainda mais as experiências de Educação Alimentar e Nutricional cadastradas na rede. Assim como a Luciana de Melo Costa, você pode ter a oportunidade de ter sua experiência divulgada aqui no Blog. Cadastre suas experiências de EAN e compartilhe com outros usuários suas vivências, ideias e desafios. Vamos fortalecer e qualificar nossas ações pelo Brasil!



postado por Rafael Rioja Arantes em Sexta-feira, 22 de Abril de 2016

Aproveitando o fim de semana com este clima de feriado prolongado, no quadro de hoje recomendamos os vídeos de receitas leves e saborosas do canal Raiz - Gastronomia e Nutrição. Mais do que receitas, o canal criado pela nutricionista e cozinheira Marina Morais transmite receitas com conteúdos educativos acerca de uma alimentação saudável, consciente e sustentável, com o objetivo de espalhar estes princípios através da boa comida.

O canal é recente, mas surge de um acumulado de postagens sobre alimentação saudável e dicas no blog, onde Marina segue uma linha de alimentação mais natural, sem modismos e que valoriza o prazer das refeições. Esta linha de pensamento está presente no primeiro vídeo da série, onde a nutricionista fala sobre o conceito de comida de verdade e passa a receita de um apetitoso macarrão de arroz com cogumelos. Uma alternativa prática, nutritiva e verdadeiramente saborosa para o macarrão instantâneo.

No segundo vídeo uma outra opção de refeição versátil e gostosa que valoriza ingredientes acessíveis é passada: Frango com guacamole  e banana grelhada.

Já o terceiro vídeo as série apresenta uma ótima opção de canapé que incentiva a introdução de hortaliças na alimentação: Abobrinha com queijo minas, tomate e manjericão.

Para se manter atualizado sobre as dicas e receitas acompanhe as mídias sociais através da página da Raiz Gastronomia e Nutrição




Go to page:
Observatório Opsan UNB
facebook
twitter
Layout e programação do site Identidade visual
Faça o ligin para continuar!

clique aqui