Ideias na Mesa - Blog


Posts Relacionados com a(tag):Receita Fotográfica. Sustentabilidade

postado por Rafael Rioja Arantes em Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2016

Pesto do Cerrado

Ingredientes:

1 Maço de manjericão fresco

200ml de azeite extra virgem

70g de queijo pecorino (leite de ovelha) ou parmesão

50g de castanha de barú

2 dentes de alho

Pitadas de sal grosso

Como fazer

  1. Selecione um maço de manjericão fresco e com folhas largas
  2. Lave, seque por completo e separe apenas as folhas
  3. Reserve cada ingrediente em um recipiente (barú sem casca)
  4. Bata no processador ou liquidificador metade da quantidade de azeite, das folhas de manjericão e do barú
  5. Adicione todos os ingredientes e repita até que fique homogêneo
  6. Bata uma última vez com a outra metade do barú
  7. Tá pronto! Pode ser usado de imediato ou guardado na geladeira

Rendimento: 300g

Tempo de preparo: 20’

via GIPHY

 

O pesto é um molho simples e extremamente saboroso que vai bem com uma infinidade de alimentos. Ele pode ser utilizado acompanhando pastas como fusilli, na salada, bruschettas ou até como tempero para carnes. Sua origem é italiana, mais especificamente da cidade de Genova, e cada família possui a sua “receita especial” ainda que os ingredientes base não mudem.

Manjericão, azeite de oliva, queijo pecorino e pinoli, quatro ingredientes que contam muito mais do que um prazer gastronômico. O pesto é um exemplo de preparação que surge e leva em consideração os alimentos disponíveis na região, desta forma é possível aproveitar o melhor do sabor e valorizar a produção local. Resgate este que tem sido cada vez mais valorizado na busca por uma alimentação mais saudável e sustentável e recomendado nos documentos de alimentação como o Guia Alimentar e no Marco de referência de EAN.   

Valendo-se de uma licença poética culinária e dos elementos que circundam a origem da receita original, nós substituímos um dos ingredientes da receita para tornar a preparação mais acessível e contextualizada com a nossa disponibilidade local, e por isto, o nome “Pesto do cerrado”. O ingrediente pinoli – oleaginosa típica de pinheiros encontrados no mediterrâneo – é substituído pela versão do centro-oeste brasileiro pertencente ao mesmo grupo, a castanha de barú. A castanha do pará é também um bom substituto. Outro ingrediente passível de substituição é o queijo pecorino. Como a produção de queijos de ovelha e cabra ainda está em crescimento por aqui, estes alimentos são em geral mais caros e de difícil acesso.

Não perca a chance de preparar a receita original quando possível, afinal de contas comer é também um ato de cultura e tradição, mas não deixe de se aventurar na cozinha só porque não encontrou todos os ingredientes. Plantar um pezinho de manjericão em casa já é meio caminho andado para esta receita, e preparar o ‘Pesto do cerrado’ com ingredientes locais torna sua alimentação mais sustentável.        


Gostou? Tentou e algo deu errado? Compartilhe sua experiência na cozinha conosco publicando a foto da receita com as hashtags #receitafotografica, #comidadeverdade e #ideiasnamesa no Instagram e Facebook.

Perdeu a receita passada? Confira aqui. 

 

                   

 



Observatório Opsan UNB
facebook
twitter
Layout e programação do site Identidade visual
Faça o ligin para continuar!

clique aqui