Ideias na Mesa - Blog


Posts Relacionados com a(tag):Gastronomia

postado por Rafael Rioja Arantes em Sexta-feira, 22 de Abril de 2016

Aproveitando o fim de semana com este clima de feriado prolongado, no quadro de hoje recomendamos os vídeos de receitas leves e saborosas do canal Raiz - Gastronomia e Nutrição. Mais do que receitas, o canal criado pela nutricionista e cozinheira Marina Morais transmite receitas com conteúdos educativos acerca de uma alimentação saudável, consciente e sustentável, com o objetivo de espalhar estes princípios através da boa comida.

O canal é recente, mas surge de um acumulado de postagens sobre alimentação saudável e dicas no blog, onde Marina segue uma linha de alimentação mais natural, sem modismos e que valoriza o prazer das refeições. Esta linha de pensamento está presente no primeiro vídeo da série, onde a nutricionista fala sobre o conceito de comida de verdade e passa a receita de um apetitoso macarrão de arroz com cogumelos. Uma alternativa prática, nutritiva e verdadeiramente saborosa para o macarrão instantâneo.

No segundo vídeo uma outra opção de refeição versátil e gostosa que valoriza ingredientes acessíveis é passada: Frango com guacamole  e banana grelhada.

Já o terceiro vídeo as série apresenta uma ótima opção de canapé que incentiva a introdução de hortaliças na alimentação: Abobrinha com queijo minas, tomate e manjericão.

Para se manter atualizado sobre as dicas e receitas acompanhe as mídias sociais através da página da Raiz Gastronomia e Nutrição




postado por Nathália Bandeira Vilhalva Gheventer em Sexta-feira, 15 de Abril de 2016

Recentemente, a onda de food trucks se espalhou pelas cidades, marcando presença com suas preparações saborosas e repletas de novidades. Várias pessoas procuram esta tendência como uma forma de expressar sua gastronomia e identidade de uma forma rápida e acessível.

O [Comida na Tela] de hoje traz um filme super divertido e dedicado aos apaixonados por comidas e food trucks: Chef.

A história retrata a vida de Carl Casper, chef de um famoso restaurante de Los Angeles que volta e meia enfrenta sérios problemas com o proprietário do estabelecimento. Dono de um incrível talento culinário, Casper deseja inovar no cardápio e oferecer aos clientes novos sabores, cores, aromas e texturas, algo de que o seu tradicional chefe discorda.

Tudo complica quando um crítico gastronômico publica um texto bastante negativo a respeito do trabalho de Carl. Assim, o chef decide desistir de seu trabalho, e parte em busca de uma aventura com o seu filho e com o seu amigo, cruzando os Estados Unidos vendendo sua paixão e sua arte dentro de um food truck. Juntos, compartilham histórias, descobrem novos saberes e pratos de diferentes localidades.

Dá até pra fazer uma reflexão sobre patrimônio e cultura alimentar, comensalidade e partilha de alimentos em família, além da questão de gênero dentro da gastronomia e culinária cotidiana, o que acham?

Vale a pena assistir!

Confira algumas fotos:

 

 

 



postado por Rafael Rioja Arantes em Sexta-feira, 18 de Março de 2016

Na coluna de hoje cruzamos a fronteira acreana para recomendar o filme sobre a vida e cozinha do chefe peruano Gastón Acurio que revolucionou a gastronomia internacional.

O documentário espanhol de 2014 – com 75 minutos de duração - dirigido por Patricia Perez e rodado no Peru, revela a trajetória, sonhos e inspirações de um chefe que mudou o país através da comida. ‘Finding Gastón’, nome original, foi indicado a festivais internacionais como do vale de Napa, Culinária e Cinema de Berlin e para o Festival de Comida e Cinema de Nova Yorke. Ele foi exibido no ano passado durante o 6º Slow Filme em Pirenópolis-GO.

Acurio ganhou projeção internacional nos últimos anos ao ganhar festivais da mais alta cúpula da gastronomia. Sua cozinha é conhecida por utilizar ingredientes tradicionais da culinária peruana e, desta forma, ele tornou mundialmente conhecida não apenas a parte gastronômica, mas também os produtores e povos tradicionais do país.

A primeira cena do filme apresenta o chefe Gastón comprando e conversando com pescadores de um mercado local de peixes. Aparentemente nada de muito novo em relação ao hábito de chefes, o diferencial é que estes pescadores são de uma associação de pescadores artesanais. Isto significa que eles utilizam métodos de pesca que respeitam o ciclo de reprodução dos peixes e não utilizam técnicas que prejudicam o equilibro do ecossistema local.

Gastón compra a maioria de seus ingredientes de agricultores familiares, locais e artesanais peruanos e enxerga a cozinha como um espaço de transformação social. Em suas palavras: “Por que nós cozinhamos? Para fazer os clientes em nosso restaurante felizes? É isso? É este o propósito de ser um chef? Ou nós temos uma responsabilidade maior? É uma questão de escolha. Nós não seremos melhores ou piores dependendo da escolha, mas é hora de escolher”.   

Na trilha de Gaston é uma ótima opção para o fim de semana. Além de bem produzido é um filme ao mesmo tempo agradável e que apresenta uma visão ampliada do sistema alimentar. 


 

 



postado por Rafael Rioja Arantes em Sexta-feira, 11 de Março de 2016

A série “Chef’s Table” – A mesa do chefe, livre tradução – é a nossa recomendação cine-gastronômica para este fim de semana.

Disponível no NetFlix desde julho do ano passado, a primeira temporada é composta por seis episódios que contam sobre as preferências e personalidades de seis chefes de diferentes regiões do mundo. Dirigida por David Gelb, a produção tem uma fotografia impecável, pratos de dar água na boca e histórias com temperos únicos.

Para divulgar a série no Brasil, o artista Kiko Sobrinho e a Chef Carla Pernambuco foram convidados a criar um prato inspirado em ‘Chef’s Table’ unindo o que o programa traz: Comida e arte.

‘A mesa do chefe’ se consagra por ir além dos pratos maravilhosos aos olhos. A proposta não é passar receitas ou criar desafios como na maioria dos programas relacionados a comida da atualidade, mas sim dar sentido à vida através dos alimentos. Cada episódio conta a história de 06 Chefs consagrados no cenário gastronômico internacional que não apenas possuem estrelas Michellin e prestígio, mas possuem uma relação diferenciada com os alimentos oferecidos e o sistema alimentar.

O primeiro episódio se desenvolve a partir da experiência do Chef italiano Massimo Bottura, criticado no início de sua carreira por modernizar a cozinha tradicional italiana, mas que acabou por “salvar” a região da Itália famosa pela produção de queijos Parmigiano Reggiano quando 300mil queijos foram danificados após um terremoto na região.

O Chef americano Dan Barber por sua vez, planta tudo o que é servido em seu restaurante em sua própria fazenda orgânica. A criação de animais e insumos também ocorre de maneira ecológica, contribuindo para um sistema alimentar saudável e sustentável.

A única coisa que provavelmente não é muito acessível (pelo menos para a maioria) na série são os preços das refeições, mas como assistir não custa nada vale o entretenimento (: 

 



postado por Rafael Rioja Arantes em Sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2016

Fim de semana chegando, chance para botar as séries que você não conseguiu assistir durante a semana em dia, e por que não aproveitar e se aventurar na cozinha também?

No quadro de hoje te damos o incentivo que faltava para você combinar dois programas em um só, assistir a sua série favorita e cozinhar um prato que melhor contextualiza a história ou caracteriza algum dos personagens, topa? O programa, Comida de Série, criado pela gastrônoma Isadora Becker dentro do canal Testmade Brasil, é uma ótima fonte de inspiração para aguçar sua criatividade.

Becker separou a 1ª temporada de seu programa em doze episódios nos quais ela prepara comidas das diferentes séries de TV. Para incrementar ainda mais a produção ela também se vestiu a caráter para fazer algumas das receitas como por exemplo no episódio #05 “Blue Sky” em que ela prepara uma bala de menta inspirada em ‘Breaking Bad’.  

Tem preparações para todos os paladares e preferências em termos de séries que vão desde Cheesecake de “Friends” e Bolinhos de Limão de “Game of Thrones”, à Berinjela Parmegiana de “Os Sopranos” e Steak Tartare de “Hannibal”. Os episódios incluem preparações de doze seriados, incluindo tanto os sucessos mais recentes quanto alguns clássicos mais antigos.

Isadora chegou a estagiar em grandes restaurantes, porém, percebeu que sua vontade não era de trabalhar em grandes cozinhas, mas sim de ensinar as pessoas a cozinhar, por isto começou a divulgar receitas através de vídeos. A vocação da gastrônoma se alinha com o IV princípio do Marco de Referência em EAN que enxerga a valorização da culinária enquanto prática emancipatória para uma alimentação e vida mais saudável.

Para conferir todos os episódios acesse o link.


 

 



postado por Ramon da Silva Rodrigues Almeida em Sexta-feira, 05 de Fevereiro de 2016

Já sabe o que vai fazer no carnaval?

Para quem não curte a agitação das festas de fevereiro, o Ideias na Mesa tem uma ótima dica de filme para você assistir sem sair de casa.

O [Comida na Tela] de hoje traz um belíssimo filme que mistura várias sensações, sabores, ingredientes, uma ótima história e muita comida: A 100 Passos de um Sonho.

O filme é dirigido pelo incrível diretor Steven Spielberg e conta a história de Hassam, um simples jovem com o dom da culinária, que após uma tragédia destruir o restaurante de sua família na Índia, eles decidem ir tentar a vida na Europa.

Entretanto, Hassam e sua família vão para o sul da França e instalam seu novo restaurante de frente ao renomado restaurante de Madane Mallory que imediatamente declara guerra ao novo restaurante indiano, temendo concorrência.

A história é recheada de sentimentos, emoções e uma fotografia de tirar o ar de qualquer pessoa com as lindas paisagens do Sul francês e dos preparos das deliciosas receitas de ambos os restaurantes.

 

 A paíxão de Hassam pelo mundo da culinária é de uma fascinação ímpar no filme, a sua devoção pelos ingredientes e temperos é de uma sutileza maravilhosa que dá um tom muito especial para o filme.

  

Veja logo abaixo o trailer:  

 

O Canal do Youtube Tastemade Brasil ensina em um dos vídeos do Comida de Cinema, o famoso omelete do A 100 Passos para um Sonho, confira essa receita no vídeo:

 



postado por Rafael Rioja Arantes em Quinta-feira, 04 de Fevereiro de 2016

Você alguma vez já olhou para um prédio ou objeto e imaginou aquilo sendo uma outra coisa? O Nicholas Blechman não apenas o fez como materializou a sua criatividade.

Nicholas é um ilustrador, designer e diretor de arte conhecido internacionalmente por seus trabalhos. Atualmente reside em Nova York e é o Diretor de Criação da revista “The New Yorker”. Apresentemos hoje um de seus trabalhos intitulado “Gastro-Architecture” – Arquitetura Gastronomica, livre tradução – no qual ele rebatiza alguns prédios dada à similaridade com utensílios culinários e comida, e faz uma releitura transformando outros internacionalmente conhecidos em diferentes objetos.

                               "O pepino"                                                                               "Ralador de queijo" 

 

                          "Catedral de Brasília"                                                                       "Frango assado" 

 

                       "Basílica de são Pedro"                                                                     "Espremedor de laranja"                      

 

Para ver mais: http://nyti.ms/1sK2q4A

 

Além das releituras, Blechman também criou séries a partir de ilustrações para contar de maneira lúdica algumas etapas do sistema alimentar. Uma delas diz respeito a adulteração de azeites de oliva comercializados no Estados Unidos. A grande maioria deles alegava nas embalagens ter determinada pureza e ter sido produzido na Itália, no entanto, após denúncias e um trabalho de investigação ficou constatada a adição de outros óleos vegetais como soja por exemplo e aditivos químicos. Além disto, algumas marcas importavam azeitonas de outros países e as envazavam vendendo-as como se fossem italianas.

Para conferir outros trabalhos do ilustrador acesse seu site oficial. 




postado por Rafael Rioja Arantes em Quinta-feira, 13 de Agosto de 2015

É com água na boca que a equipe do Ideias na Mesa inaugura o quadro Receita fotográfica. Através dele, divulgaremos receitas práticas e de fácil execução. E tem muito mais! Para nós, a receita é só um dos ingredientes desta aventura culinária que se completa com um punhado de sustentabilidade, quanto bastar de cultura, curiosidade em lascas e uma pitada de afeto. Daí, sai fresquinho do forno para você preparações feitas com Comida de Verdade!         

Na estreia de hoje ensinamos a preparar o Ovo Poché, uma forma diferente e mais saudável (e gostosa) de se fazer ovo. É bem simples e divertido de se fazer, mas as dicas são importantes para que a sua empreitada não vire uma “sopa de ovo”.

Passo a passo:

  1. Compre ovos de galinha caipira ou orgânicos
  2. Use os ovos mais frescos possível, quebre e reserve em um recipiente
  3. Fervente a água com algumas pitadas de sal
  4. Perto da fervura, mergulhe o recipiente liberando o ovo na panela 
  5. Deixe em fogo médio de 3-4 minutos para uma gema menos(3) ou mais(4) firme
  6. Escorra no papel toalha por alguns segundos
  7. Tempere com pimenta do reino, manjericão ou ingredientes a sua escolha e bom apetite!!

Tempo de preparo: 10min

Qual a diferença entre ovos de granja (convencional), caipira e orgânicos?

Os ovos de granja são os que a maioria das pessoas consome. As galinhas que os produzem ficam confinadas a vida inteira dentro de gaiolas minúsculas, em um esquema de produção industrial com uso intensivo de antibióticos e hormônios de crescimento para que os animais cresçam e produzam em tempo mais curto e a uma velocidade maior do que a natural (por isto o preço mais barato).   

Já os ovos caipira são produzidos a partir de galinhas criadas e que botam ovos fora de gaiolas e ciscam livremente. Além disto, para a alimentação dos animais são fornecidos vegetais e pequenos insetos que eles consomem ao ciscar em liberdade. Outro aspecto importante é que elas não recebem uso indiscriminado de antibióticos ou hormônios que estimulam o crescimento.

A produção de ovos orgânicos funciona na mesma lógica dos ovos caipira com uma vida menos estressante e mais próxima da natureza, o adicional é que além de todas estas etapas, as galinhas devem também ser alimentadas com alimentos comprovadamente orgânicos.

Benefícios

Ao optar por ovos caipira ou orgânicos você estará consumindo alimentos mais saudáveis, além de contribuir para um tipo de criação que possui uma relação menos prejudicial ao meio ambiente e menos opressora aos animais.

Dica: Estes alimentos são encontrados a um preço mais acessível em feiras agroecológicas e de agricultores familiares em comparação aos supermercados.

Gostou? Tentou e algo deu errado? Compartilhe sua experiência na cozinha publicando a foto da receita com a hashtag #receitafotografica no Instagram ou Facebook.


 



postado por Rafael Rioja Arantes em Quarta-feira, 12 de Agosto de 2015

No quadro de hoje apresentamos uma de nossas publicações, o livro Mais que Receitas. O título do material não se dá ao acaso, ele é fruto de um conteúdo leve, afetuoso e que transcende a receita restrita a instruções no papel.       

"Se comer é algo prazeroso, cozinhar é o ponto de partida. Esta publicação reúne 48 receitas e histórias de famílias de diferentes regiões do país para que todos possam desfrutar de uma experiência com a comida acolhedora e cheia de sentido."

O Mais que Receitas está dividido em 6 categorias, são elas: Pães e bolos, Carnes e peixes, Molhos e sopas, Lanches rápidos, Vegetarianas e Doces e sobremesas. Intercalado com as receitas, é possível encontrar relatos das pessoas que colaboraram enviando receitas para concretização do livro, evidenciando histórias e significados por trás das preparações.

Que tal testar um bolo novo e com um ingrediente diferente? Bolo de Banana com Casca é uma das receitas presentes no livro. Esta preparação além de ser muito saborosa (acredite, eu já provei e aprovei), é carregada de significados, confira:     

Para conferir esta receita na íntegra e conhecer outros relatos e o conteúdo completo do livro basta entrar na Biblioteca do Ideias e visualizar o material online e em pdf. 


 

 



postado por Rafael Rioja Arantes em Sexta-feira, 10 de Julho de 2015

Entre os dias 10 e 13 de setembro acontecerá a 6a edição do Slow Filme em Pirenópolis, GO. O festival exibe curtas e longas metragens que tem a alimentação e gastronomia como tema principal, e este ano trará alguns filmes homenageando a Itália, país onde foi criado o movimento Slow Food.

A amostra tem por objetivo a divulgação de experiências de produções alternativas que tem sido praticadas em diferentes regiões no Brasil e no mundo, essenciais na superação do modelo alimentar vigente. Além da projeção de filmes, durante o evento também acontecem degustações, palestras e troca de experiências com produtores locais.

Para ficar com gostinho na boca confira alguns dos filmes que já foram confirmados para este ano:

"Little Forest - Summer/Autumn"

Direção: Jun'ichi Mori

Ficção japonesa

Plantar, cozinhar, comer, viver. Filmado ao longo de um ano, Little Foret é um filme de quatro estações. O filme segue a vida simples, mas plena, de uma menina que cozinha pratos deliciosos a partir do alimento que ela planta e colhe nas propriedades próximas à sua casa.

Insatisfeita com sua vida urbana, Ichiko retorna à sua cidade natal, Komori, no interior do Japão. Sem supermercado ou lojas de conveniência por perto, ela cultiva seu próprio arroz, e faz suas refeições com ingredientes da estação.

"O Último Pastor", de Marco Bonfanti.

A produção italiana revela a incrível história de Renato Zucchelli, que conquistou a cidade com o seu rebanho e com o poder de sua imaginação. Ele tem um sonho: trazer seu rebanho para o centro de Milão e mostrá-lo para as crianças que nunca viram uma ovelha de perto.

Último pastor nômade da Lombardia, Renato vive nas montanhas, mas a família permaneceu na cidade, onde o espera (im)paciente sua mulher e seus quatro filhos.

"Z'Alp" de Thomas Rickenmann.

Sessão seguida de degustação de vinhos suíços orgânicos e queijos da queijaria Alpino.

Sinopse: "Uffahre", "Züglete", ou "Öberefahre": cada região da Suíça tem o seu próprio nome para a maior e mais emocionante aventura que os agricultores realizam todos os anos: a cansativa subida para os Alpes com o seu gado e equipamentos para trabalhar a terra, fazer queijo e alimentar o rebanho.

O filme retrata os vários testes de resistência que os agricultores são submetidos durante a transferência anual de seus rebanhos - desde a preparação até a subida dos Alpes.

Na edição anterior o curta "Baru - A castanha do cerrado" foi um dos vários documentários exibidos. Nele foi retratada a produção familiar do baru que ajudou na diversificação da produção familiar em uma comunidade no estado de Goiás.

Fique atento(a) na programação do evento no site oficial e na página do facebook.




Go to page:
Observatório Opsan UNB
facebook
twitter
Layout e programação do site Identidade visual
Faça o ligin para continuar!

clique aqui