Ideias na Mesa - Blog


Posts Relacionados com a(tag):Atenção Básica

postado por Ana Maria Thomaz Maya Martins em Quarta-feira, 15 de Fevereiro de 2017

Hoje o [Biblioteca do Ideias] vem apresentar um documento que dá as boas vindas aos novos gestores e gestoras de saúde e às novas referências dos programas de alimentação e nutrição para promoção da saúde nos municípios, uma vez que estes desempenham papel funadamental na implementação e gestão dos programas e ações vinculados à alimentação e nutrição e à promoção da saúde, adequando-os ao perfil epidemiológico, tendo a atenção básica como principal lócus de atuação. 

Este documento apoia gestores e profissionais que atuam na coordenação dos programas do Ministério da Saúde voltados para a promoção da saúde e atenção nutricional na Atenção Básica, com um breve resumo dos principais programas do Ministério da Saúde relacionados a essas temáticas, descrevendo seus objetivos, as referências legais (decretos, portarias), os materiais de apoio, cursos relacionados e sistemas de informações vinculados.

O documento está dividido em 4 capítulos e apresenta desde Políticas Nacionais, como a PNAN e a PNSAN, depois apresenta um diagnóstico inicial das ações desenvolvidas no município, apresenta também Programas, ações e estratégias ofertadas pelo Ministério da Saúde e é encerrado com orientações sobre como manter a Ssecretaria de Saúde atualizada. 

O documento já está disponível na Biblioteca e para acessá-lo clique aqui.



postado por Ramon da Silva Rodrigues Almeida em Quarta-feira, 03 de Fevereiro de 2016

Foi lançado em 2015 pelo Ministério da Saúde mais um Caderno de Atenção Básica. Dessa vez sobre saúde das crianças, mais precisamente, aleitamento materno e a alimentação complementar.

Para reforçar a divulgação, nós do Ideias na Mesa trazemos a publicação para o post do [Biblioteca do Ideias] de hoje.

O aleitamento materno é a mais sábia estratégia natural de vínculo, afeto, proteção e nutrição para a criança e constitui a mais sensível, econômica e eficaz intervenção para redução da morbimortalidade infantil.

Dessa forma a publicação tem por objetivo potencializar as ações que promovam a alimentação saudável e de apoio ao aleitamento materno, numa linha de cuidado integral à Saúde da Criança.

O Caderno de Atenção Básica traz vários capítulos que tratam desde os tipos de aleitamento materno até as características e funções do leite materno para a criança. Além também de mostrar a importância do ato como um provedor de redução das chances de obesidade da criança, diminuir os riscos de alergias, evita diarreias, infecção respiratória e principalmente a promoção do vínculo afetivo entre mãe e filho.

 

Sobre alimentação complementar o caderno aborda questões sobre a alimentação complementar saudável, a formação de hábitos alimentares, a alimentação para crianças não amamentadas, entre outros.

Essa publicação você pode encontrar na [Biblioteca do Ideias]. Deem uma conferida!



postado por Débora Castilho em Quarta-feira, 03 de Junho de 2015

O [Biblioteca do Ideias] de hoje traz  o recente lançamento do Ministério da saúde, o  “Marco de Referência de Vigilância Alimentar e Nutricional na Atenção Básica”, que foi lançado em abril deste ano. O material foi elaborado pela Coordenação Geral de Alimentação e Nutrição (CGAN/DAB/SAS/MS) para qualificar as ações da Atenção Nutricional do SUS. 

 

 

O Marco objetiva apoiar profissionais e gestores para a organização da Vigilância Alimentar e Nutricional (VAN) na Atenção Básica (AB) e refere-se às equipes como um leque maior de modelagens para as diferentes populações e realidades do Brasil. Além dos modelos tradicionais de atenção básica e dos diversos formatos da Estratégia Saúde da Família, também são considerados integrantes das equipes de AB os profissionais dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (Nasf), os Consultórios na Rua, as equipes de Saúde da Família para o atendimento da população ribeirinha e os Programas Saúde na Escola e Academia da Saúde.

A vigilância em saúde tem como objetivo a análise permanente da situação de saúde da população para a organização e a execução de práticas mais adequadas ao enfrentamento dos problemas existentes, devendo estar inserida no cotidiano das equipes de Atenção Básica (AB). A VAN é parte da vigilância em saúde e foi instituída no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) pela Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, em seu artigo 6º.

A identificação da situação alimentar e nutricional configura-se como um importante instrumento para o monitoramento da realização do Direito Humano à Alimentação Adequada (DHAA) e da promoção da soberania e da segurança alimentar e nutricional, na medida em que a análise de indicadores de saúde e nutrição expressa as múltiplas dimensões da (in)segurança alimentar e nutricional.

A VAN pode auxiliar gestores e profissionais na garantia do cuidado integral à saúde, subsidiando a elaboração de estratégias de prevenção e de tratamento dos agravos e o desenvolvimento de ações de promoção da saúde e de segurança alimentar e nutricional.

O marco de referência identifica, define e esclarece os conceitos e as metodologias da VAN na Atenção Básica, assim como os contextos dos quais essa prática se origina e se insere atualmente.

Juntamente com o Marco, o Ministério da Saúde, lançou também uma cartilha de “Orientações para Avaliação de Marcadores de Consumo Alimentar na Atenção Básica”. 



A publicação apresenta orientações para a utilização dos novos formulários para avaliação do consumo alimentar a serem adotados na Atenção básica, visando a melhorias no processo de trabalho das equipes. Além disso, possibilita a orientação em relação à produção de indicadores a partir dos dados coletados, subsidiando a análise e a formulação de políticas e as ações de alimentação e nutrição com base na realidade local.

Conheça os materiais em nossa biblioteca clicando aqui e aqui. Leia, divulgue e utilize em sua prática! 


 



postado por Ana Maria Thomaz Maya Martins em Quarta-feira, 08 de Outubro de 2014

A Atenção Básica à Saúde pode estimular mudanças de estilo de vida, minimizando a morbimortalidade por doenças crônicas não transmissíveis e seu impacto na saúde pública. O diabetes mellitus e a hipertensão arterial estão entre os fatores de risco modificáveis para as doenças cardiovasculares e que podem ser controladas e prevenidas através de intervenções na Atenção Básica à Saúde. 

Com o objetivo de analisar o processo educativo com ênfase na educação alimentar e nutricional para pessoas com diabetes mellitus e hipertensão arterial, no âmbito da Atenção Básica à Saúde, foi realizado um estudo analítico-descritivo de natureza qualitativa. Esse estudo contou com a participação de profissionais de saúde e pessoas com diabetes mellitus e/ou hipertensão arterial, acompanhadas em Unidade de Estratégia de Saúde da Família do município de Vitória- ES.

artigo

A coleta de depoimentos por meio de entrevistas semiestruturadas permitiu a construção do estudo. Também foi aplicada a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo para a análise das percepções sobre os espaços, os sujeitos, os resultados e os desafios das ações educativas na promoção de práticas de vida e alimentares adequadas. As ideias centrais destacadas no material discursivo foram utilizadas como substrato para a qualificação dessas ações, num processo compartilhado com os profissionais de saúde, em que se empregou a técnica dos grupos focais.

Ao fim desse estudo se percebeu que "as ações educativas para capacitação de pessoas com diabetes mellitus e hipertensão arterial, no âmbito da Atenção Básica à Saúde, estão ainda estruturadas no modelo assistencial hegemônico, de abordagem predominantemente higienista, que culpabiliza as pessoas por seus problemas de saúde e que desconsidera a participação da comunidade nos processos educativos a ela dirigidos". 

UBS

E você que trabalha na Atenção Básica à Saúde, como tem sido a sua vivência? E os seus resultados com a promoção da saúde e a prevenção das Doenças Crônicas Não Transmissíveis? A sua realidade é semelhnte a encontrada no artigo?

Que tal se insprirar nas experiências do Ideias para aprimorar suas ações na Atenção Básica à Saúde? 

Para ler o artigo na íntegra acesse: http://www.ideiasnamesa.unb.br/index.php?r=bibliotecaIdeias/view&id=256



Observatório Opsan UNB
facebook
twitter
Layout e programação do site Identidade visual
Faça o ligin para continuar!

clique aqui