Ideias na Mesa - Blog


Posts Relacionados com a(tag):Aproveitamento Integral

postado por Isadora Dias Nunes de Sena em Segunda-feira, 28 de Novembro de 2016

O Brasil é um dos países que mais desperdiçam alimentos no mundo. Grande parte dos alimentos que vai para o lixo poderia ser aproveitada como: talos, folhas, entrecascas e cascas de vegetais. Em certos casos, as partes não comumente utilizadas possuem mais nutrientes do que a própria polpa! A experiência que o [Você no Ideias] traz hoje teve como base essa problemática.

O Aproveitamento Integral dos alimentos proporciona a redução de lixo orgânico: quando os vegetais se decompõem, forma-se um líquido escuro chamado “chorume” que é altamente poluente para os rios. Além disso, enquanto se deterioram, os vegetais produzem gases que aumentam o efeito estufa.

Esta ação, que visou conscientizar e ensinar alternativas, foi promovida pelo Nasf (Núcleo de Apoio ao Programa Saúde da Família) de Cornélio Procópio, em conjunto com o Departamento de Vigilância Sanitária do Município, e com o apoio de um estudante de Gastronomia. Elaborou-se um cardápio com a Nutricionista do Nasf, e as receitas foram passadas para cidadãos dos Grupos de Atividade física do Nasf e a comunidade em geral.

Os participantes se envolveram em todas as etapas de preparo das receitas que estavam em uma apostila entregue a eles, e, ao final, houve degustação de todos os pratos. A maioria dos participantes aprovou as preparações, foram elas:

-Hambúrguer de casca de banana

-Cupcakes com talos de hortaliças

-Pizza integral com vegetais  variados

-Pizza integral de frutas com mel e canela

-Suco verde de couve, hortelã e limão

Você já parou para pensar para onde vai o seu lixo? E o quanto do que você descarta pode ser aproveitado de formas muito saborosas?

Para saber mais sobre a experiência e seus resultados, clique aqui!


 

Em 2016 queremos valorizar ainda mais as experiências de Educação Alimentar e Nutricional cadastradas na rede. Assim como a Miriam Yoshida Nishitsuji, você pode ter a oportunidade de ter sua experiência divulgada aqui no Blog. Cadastre suas experiências de EAN e compartilhe com outros usuários suas vivências, ideias e desafios. Vamos fortalecer e qualificar nossas ações pelo Brasil!



postado por Rafael Rioja Arantes em Quinta-feira, 27 de Agosto de 2015

Estamos nos aproximando do fim do inverno, uma ótima desculpa para aprender um chá diferente, simples de fazer e saboroso!  

Como fazer:

Tempo de preparao: 15 minutos. 

1. Compre abacaxi “de vez” orgânico/agroecológico ou em feiras

2. Higienize bem a casca

3. Remova a coroa e a parte de baixo 

4. Corte longitudinalmente os quatro lados

5. Guarde a polpa na geladeira para quando quiser

6. Leve as cascas à fervura por aproximadamente 10 minutos e saboreie!

*Dicas:

- O tipo pérola é o mais comum nesta época do ano

-“De vez” é um adjetivo popularmente usado para descrever frutas que estão recém maduras.

- Durante a etapa 4 pode deixar um pouco da polpa junto da casca.

- Na etapa 6 é possível acrescentar alguns ingredientes, canela em pau dá um gostinho especial e gengibre também faz uma composição interessante.

-Não é preciso adoçar, mas caso o abacaxi não esteja muito maduro um pouco de açúcar mascavo vai bem.  

Você já ouviu falar no conceito de aproveitamento integral dos alimentos? É uma prática que utiliza partes comumente desprezadas pelas pessoas, como por exemplo cascas, talos e folhas, pelo fato de muitos não terem ideia de que elas podem ser consumidas ou de como aproveita-las.   

O desperdício de alimentos assim como a geração de resíduos orgânicos sem uma correta destinação são problemas crônicos enfrentados no Brasil e no mundo. Tais questões estão relacionadas com a fome e ao comprometimento da qualidade dos solos. De acordo com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), um terço de nossos alimentos é desperdiçado a nível mundial e ao mesmo tempo mais de 50% do nosso lixo doméstico poderia ser compostado para nutrir o solo. 

Aproveitar partes não comumente utilizadas dos alimentos, como no caso do chá de casca de abacaxi, é uma maneira de diminuir o impacto ambiental a nível individual e familiar. Além do mais, o chá é muito saboroso e nutritivo. A casca do abacaxi é rica em vitaminas e fibras assim como várias outras cascas, e possuí um conteúdo de vitamina C 38% maior do que a polpa. 

Além de aproveitar integralmente os alimentos no preparo de refeições, os restos podem ser destinados para compostagem caseira. Com esta atitude você não só evita o desperdício como também retorna os alimentos de uma maneira não agressiva aos solos.

Gostou? Tentou e algo deu errado? Compartilhe sua experiência na cozinha publicando a foto da receita com as hashtags #receitafotografica #comidadeverdade no Instagram ou Facebook.

Perdeu a receita passada? Confira aqui. 


 

 



postado por Lucas Ferreira em Segunda-feira, 13 de Outubro de 2014

As Feiras de produtos orgânicos, de agricultura familiar ou agroecológicos são excelentes meios de disseminar a produção familiar de alimentos e também de aumentar a disponibilidade de alimentos saudáveis para a população. Mas mesmo em feiras pequenas, o desperdício pós-colheita é grande, na própria feira e na hora de preparar a comida. 

feira de rua agr

Visando a melhor utilização dos alimentos, a Coordenação de Segurança Alimentar e Nutricional da Prefeitura Municipal de Ananindeua - PA, ofereceu para a população alimentos preparados de forma a conscientizar donas de casa e cozinheiras da quantidade e qualidade dos alimentos que são desperdiçados no dia-a-dia. 

lupa na laranja

O foco da experiência foram os alimentos comprados nas feiras, e os ingredientes das receitas preparadas na oficina foram doados por agricultores da região. Todas as pessoas que visitaram a feira puderam experimentar dos alimentos, incluindo crianças que acompanhavam suas famílias.

criança feira

Como resultado da experiência, os participantes levaram para casa o material impresso com receitas e dicas para aproveitar melhor os alimentos, e saíram felizes com os alimentos que provaram! 

Além de incentivar o aproveitamento integral dos alimentos, a feira ainda aumentou a visibilidade dos agricultores familiares locais! Super Legal, não é? Acesse o relato da experiência e saiba mais!

Você no Ideias na Mesa!   

Todas as segundas-feiras uma experiência publicada na rede é divulgada aqui no blog! Queremos valorizar ainda mais as experiências de Educação Alimentar e Nutricional que acontecem em todos os lugares do país. Assim como a Coordenação de SAN da Prefeitura Municipal de Ananindeua - PA, você também pode ter sua experiência divulgada aqui no Blog. Cadastre suas experiências de EAN e compartilhe com outros usuários suas vivências, ideias e desafios. Vamos fortalecer e qualificar nossas ações pelo Brasil!

Mais informações: ideiasnamesa@unb.br



postado por Lucas Ferreira em Terça-feira, 30 de Setembro de 2014

divulgação 1

O projeto Mais que Receitas já está recebendo pratos maravilhosos! Participe com o seu aqui.

Recebemos nossa primeira receita semana passada e ela já foi selecionada para fazer parte do nosso livro! Que tal testar esse Bolo de Maçã para um lanche da tarde? A autora da receita é Fernanda Trigo Costa, que além desse delicioso prato também compartilhou uma linda história:

"Minha mãe sempre fez bolos deliciosos, desde os mais simples, para tomar com um cafezinho preto bem fresco, até os recheados e confeitados, que marcavam nossos aniversários.

Há quatro anos ela se foi, mas me deixou de herança três livros de receitas, caderninhos azuis de capa dura, com a letra bem caprichada e instruções detalhadas de como criar uma família capaz de estabelecer uma relação deliciosa com os alimentos. Lá estão todas as receitas que nos trazem as mais saborosas lembranças de momentos marcantes. Ela sempre preferiu os doces, por isso, são dois cadernos recheados de receitas de bolos, pudins, sobremesas, biscoitos e demais doçuras.

Casei no mesmo ano em que ela se foi e, apesar de já fazer bolos quando era solteira, foi na minha própria cozinha que descobri que, além dos cadernos, também tinha herdado o talento de fazer bolos. Aos poucos fui testando várias receitas e conquistando o paladar de todos que experimentavam os bolos quando estavam em nossa casa, principalmente de meu marido, fanático por este bolo.

Divina e graciosamente, eu também terei a quem deixar esses livros, que estão ficando mais volumosos, num processo de construção coletiva. Em 2012, uma bela estrelinha veio iluminar nossas vidas, a pequena Elis, que adora fazer bolos comigo e curte muito quando é o dia de ela levar o bolo do lanche da escola e dividir com seus amigos.

Essa receita é de um dos livros de minha mãe e, desde a primeira vez que fiz, fico maravilhada com o resultado, a combinação de sabores e texturas e a possibilidade de aproveitar os alimentos e transformá-los em delícias!"

A receita é muito simples e muito bonita, além de ser rica em fibras e minerais! 

bolo maça 1

Ingredientes 

    • 4 maçãs maduras com casca (aquelas que sobraram na fruteira e ninguém mais quer comer!)
    • 3 ovos inteiros
    • 180mL (1 xícara) de óleo de girassol ou de milho
    • 400g (2 xícaras) de açúcar mascavo orgânico
    • 200g (1xícara) de farinha de trigo
    • 200g (1 xícara) de farinha integral
    • 1 colher de sopa de fermento
    • 1 pitada de canela

 Modo de Preparo

    • Descascar as maçãs e colocar as cascas no liquidificador, juntando os ovos, o óleo e o açúcar
    • Picar as maçãs e acrescentar gotas de limão para não escurecer
    • Juntar aos ingredientes batidos as farinhas e o fermento e bater na batedeira
    • Misturar as maçãs picadas na massa
    • Levar ao forno a 180ºC por 40 minutos
Envie sua receita também! Estamos aguardando por mais participações.


postado por Marília Barreto Meneses Pessoa Lima em Segunda-feira, 31 de Março de 2014

Você já pensou em alternativas para reduzir o desperdício de alimentos?

O Banco de Alimentos atua no recebimento de doações de alimentos considerados impróprios para a comercialização, mas adequados para o consumo. Estes são distribuídos gratuitamente às entidades assistenciais que são responsáveis por distribuir os alimentos arrecadados à população, seja por meio de repasse de refeições prontas ou o repasse direto às famílias vulneráveis.

O Banco de Alimentos do município de Ribeirão das Neves além de ser um programa de combate ao desperdício e minimização da fome, também atua como promotor de ações de educação alimentar e nutricional por meio da realização de oficinas de culinária. São fornecidos cursos para os profissionais das instituições cadastradas e beneficiadas pelo Banco de Alimentos onde os participantes aprendem receitas alternativas para aproveitamento integral dos alimentos, por exemplo, utilização de talos, folhas e cascas.

 

Conheça melhor essa experiência cadastrada em nossa rede: 

http://www.ideiasnamesa.unb.br/index.php?r=experienciaUsuario/view&id=152

 

 

Banco de Alimentos

Você no Ideias na Mesa

A nossa rede virtual proporciona um espaço de registro e intercâmbio de experiências de Educação Alimentar e Nutricional. Assim como o Banco de Alimentos de Ribeirão das Neves e sua equipe, você pode ter a oportunidade de ter a sua experiência divulgada no Blog. Cadastre suas experiências de EAN e compartilhe com os outros usuários suas vivências, idéias e desafios. Vamos fortalecer e qualificar nossas ações pelo Brasil.

Mais informações: ideiasnamesa@unb.br



postado por Marina Morais Santos em Segunda-feira, 17 de Março de 2014

Você no Ideias

A equipe de nutricionistas da Prefeitura Municipal de Ananindeua (PA) realizou, na Feira Itinerante da cidade, uma degustação de preparações saudáveis e feitas com partes não convencionais dos alimentos como cascas e talos, combatendo o desperdício. A intenção era alcançar a população e estimulá-la a aproveitar integralmente os alimentos, informando também sobre as propriedades nutricionais deles.

Para isso, as nutricionistas contaram com o apoio dos agricultores da feira, que doaram os gêneros hortifruti utilizados nas preparações que incluíram bolos, sucos nutritivos, cocada e geléias feitas com cascas. As preparações foram expostas em uma barraca na Feira e degustadas pelos visitantes, que também receberam material educativo com receitas, orientações sobre técnicas de seleção e sobre alimentação saudável.

Para saber mais sobre a experiência e conferir também o material educativo que elas usaram, acesse o relato da experiência, compartilhada pela nutricionista Taissa Cristina.

Queremos valorizar ainda mais experiências de Educação Alimentar e Nutricional! Não deixe de cadastrar a sua no nosso site! 



Observatório Opsan UNB
facebook
twitter
Layout e programação do site Identidade visual
Faça o ligin para continuar!

clique aqui